Notícias

Alphabet, dona do Google, cria empresa de softwares para robôs

23 de Julho de 2021 às 17:36:07


Batizada de Intrinsic, a companhia vai fazer parte das apostas em negócios futuristas. Logo da Intrinsic, nova empresa da Alphabet Reprodução A Alphabet, dona do Google, anunciou nesta sexta-feira (23) a criação de uma empresa voltada para o desenvolvimento de softwares para robótica e inteligência artificial. Batizada de Intrinsic, a companhia vai fazer parte das apostas em negócios futuristas. "Estamos criando ferramentas de software projetadas para tornar os robôs industriais (que são usados para fazer de tudo, desde painéis solares até carros) mais fáceis de usar, menos caros e mais flexíveis, para que mais pessoas possam usá-los para fazer novos produtos, negócios e serviços", afirmou Wendy Tan White, presidente-executiva da Intrinsic, em nota. A companhia vem incubando sua tecnologia na unidade de pesquisa da Alphabet, conhecida como Google X, ao longo dos últimos cinco anos. "Estamos agora prontos para nos tornar uma companhia independente, deixando o ambiente de protótipos para focar em desenvolvimento de nossos produtos e validar nossa tecnologia", completou Wendy. Ainda não há detalhes sobre produtos específicos em desenvolvimento ou quais devem ser os clientes da nova empresa. Entre outras iniciativas que estão sob o guarda-chuva da Alphabet estão a Verily, que faz pesquisas na área da saúde, e a Waymo, que desenvolve carros autônomos.

Drones na abertura das Olimpíadas de Tóquio: entenda como funciona a tecnologia

23 de Julho de 2021 às 16:07:09


Show teve 1.824 drones controlados remotamente por computador. Movidos a eletricidade, aparelhos têm 4 hélices para se manterem no ar. VÍDEO: Entenda como funciona a tecnologia dos drones usados na abertura das Olimpíadas A abertura das Olimpíadas de Tóquio teve como um dos destaques desenhos formados por drones no céu. No show foram 1.824 desses aparelhos utilizados. Imagens em movimento foram sendo formadas por luzes, em uma apresentação sincronizada, que mostrou um enorme globo acima no estádio olímpico. Drones formam globo durante a cerimônia de abertura das Olimpíadas Andrej Isakovic/AFP Entenda como funciona a tecnologia: Quantos drones foram utilizados? 1.824 drones com luzes de LED fizeram essa coreografia coordenada. O recorde atual de voo simultâneo com drones é da marca de carros Genesis, ligada à Hyundai, que usou 3.281 deles para celebrar sua chegada à China, em 29 de março de 2021. Como eles voam? Cada um dos drones têm 4 hélices, e usam energia elétrica para se movimentar. Como formam desenhos? O primeiro passo é a criação da apresentação em 3D a partir de um programa de computador. Com esse software, a equipe gera uma prévia dos movimentos e garante que os equipamentos não vão bater uns nos outros. Os drones calculam a trajetória necessária para fazer aquelas imagens, como a do globo, com base nesses comandos. Um único computador pode ser responsável por controlar até milhares de drones, diz a fabricante dos aparelhos, a Intel. A empresa diz ainda que estuda as áreas seguras para o voo, a posição dos espectadores e os melhores ângulos de visão para o show. Drones encerram a abertura das Olimpíadas de Tóquio Reprodução/Globo Quanto custa essa apresentação? Os valores específicos do show em Tóquio não foram divulgados, mas apresentações como essa podem custar mais de US$ 300 mil. VEJA TAMBÉM: Google cria joguinho retrô com modalidades esportivas para Olimpíadas Assista aos detalhes da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos: A cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos ocorreu nesta sexta (23) em Tóquio